Terminal 30 anos - Mais de 150.000 m² contruídos

Artigos recentes de Terminal

Dez dicas para renovar a decoração do quarto sem gastar muito

O local onde você passa as horas mais relaxantes do seu dia merece uma atenção especial e deve ter uma decoração que condiz com o seu estilo de vida. Se esse não é o caso do seu quarto, que tal se animar e dar uma renovada no ambiente? Acredite, nem é preciso quebrar paredes ou gastar grandes somas com móveis novos para tornar esse cantinho muito mais aconchegante. O UOL Casa e Decoração conversou com arquitetos e decoradores e reuniu dicas para te ajudar a mudar, sem reformar.

  • Divulgação

    Um abajur sobre o criado-mudo, como nesse projeto do escritório Kwartet, proporciona luz indireta e relaxante

Invista na iluminação

Instalar uma luminária pendente, trocar o abajur ou mesmo personalizá-lo são saídas rápidas e baratas que dão resultado imediato. A luz suave e focada que provém dessas peças é ideal para a leitura e ajuda a relaxar. Outra vantagem de uma boa luminária é a de ajudar a destacar um móvel, que antes passava despercebido.

Outra ideia "luminosa" ainda mais em conta é utilizar luzes do tipo pisca-piscas, como as que decoram árvores de Natal, para realçar alguma área do cômodo, como a cabeceira da cama ou a moldura da janela. As de LED, que não esquentam, também podem ser utilizadas dentro de um bowl de vidro, dando charme extra à decoração.

Aplique papel de parede, tecidos ou adesivos

Papéis de parede, tecidos ou mesmo adesivos pontuais tendem a criar mudanças de impacto no ambiente. Você pode usá-los em apenas uma parede ou em todas. No mercado, há inúmeras opções de estampas, cores e estilos, mas é importante considerar alguns pontos, como o tamanho do quarto e o efeito a ser atingido antes de escolher e comprar.

Estampas miúdas e cores claras ajudam a "expandir" o cômodo. As listras, por sua vez, dão a impressão de um pé-direito mais alto, conforme explica a arquiteta Erica Salguero. Um bom truque é revestir apenas a parede atrás da cabeceira, criando um painel e, consequentemente, destacando o móvel.

Ampliar

Passo a passo: saiba como aplicar o papel de parede e dar cara nova a sua casa23 fotos

1 / 23
Entre as infinidades de produtos disponíveis no mercado, uma opção, prática e criativa, para fugir da tradicional pintura, é forrar as paredes com papel. Lisos, listrados, estampados ou texturizados, esses revestimentos são resistentes e fáceis de aplicar, como ensinam a Paper.com e a designer Cristiane de Oliveira. Veja a seguir Kátia Kuwabara/UOL

Dormitórios com grandes dimensões permitem o uso de cores fortes e estampas marcantes, todavia o conjunto fica mais harmônico se a cor escolhida (e/ou predominante) estiver acompanhando o tom de outros objetos decorativos, como almofadas e roupas de cama. Para não errar, antes de comprar a metragem total, adquira uma amostra do material e leve-a até o cômodo, para poder avaliar como ficará a composição.

Decore com quadros

  • J. Vilhora

    No projeto das arquitetas Juliana Serra e Marila Spag, os quadros foram dispostos sobre o móvel, sem furos

A forma mais usual de expor quadros é pendurando-os, mas há alternativas para os que querem decorar usando esses objetos, sem precisar danificar a alvenaria. Uma solução prática é posicioná-los sobre móveis, em nichos da própria parede ou prateleiras rasas, o que torna possível movimentá-los e trocá-los quando o desejado.

Por outro lado, se preferir fixá-los, a dica émontar uma composição antes. "Recomendo marcar no chão as dimensões da parede com fita crepe e fazer a disposição dos quadros no piso. Assim, fica mais fácil visualizar o resultado final", diz a arquiteta Melina Moraes, da Kwartet Arquitetura. Para driblar a monotonia, vale usar peças com molduras e dimensões diferentes.

Jogue cores nas paredes

A estratégia é das mais antigas, mas continua sendo certeira quando se quer dar um novo ar a qualquer ambiente: demão de tinta. Porém, na hora de avaliar a paleta de cores, considere que os tons influenciam no comportamento. E como o quarto é um local para relaxar, a recomendação dos profissionais é a de investir em cores mais amenas como azuis, amarelos, rosas e verdes claros. Outra saída é optar por versões mais "apagadas" de matizes neutros, como bege e cinza, que garantem maior facilidade na composição da decoração.

  • J. Vilhora

    O ideal é que os tons do jogo de cama combine com outras peças do quarto, como a cabeceira do móvel. O projeto é da arquiteta Orlane Santos.

Troque a roupa de cama

A cama é o principal móvel do quarto e, ampla, chama muita atenção, deixando também os lençóis em evidência. Assim, capas de edredom e de almofadas são opções versáteis e bem em conta para renovar o...

Saiba Mais

Cinco dúvidas sobre coifas

Tudo o que você precisa saber na hora de projetar sua cozinha, com dicas de especialistas no assunto Além da decoração, a cozinha oferece outros desafios. Para o bom funcionamento dos eletrodomésticos, é preciso ter a estrutura correta. A coifa, por exemplo, costuma ser especialmente complicada. São comuns dúvidas sobre a sua instalação, que pode exigir um duto com saída para a janela, muitas vezes com quebra-quebra envolvido. Mas nem pense em desistir! O aparelho é fundamental na hora de preparar os alimentos e é ainda mais importante para quem tem cozinha integrada – afinal, você não vai querer cheiro de comida na sala. Para resolver todas as questões ligadas à temida coifa, Casa e Jardim procurou especialistas da Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp e Consul. O arquiteto Robert Robl complementou as respostas e deu dicas de como exibi-la com muito estilo. Confira: Para ter uma coifa é preciso quebrar a parede? Depende. A coifa pode funcionar de dois jeitos: no modo exaustor ou depurador. No primeiro, o ar quente é levado para fora do ambiente e o aparelho traz ar frio e fresco do exterior. Já no segundo, ela simplesmente suga o ar, filtra e o devolve, por isso não é necessário um duto. O arquiteto Robert Robl considera que vale a pena encarar a reforma caso você cozinhe muito ou se o ambiente for aberto para a sala. Normalmente, é necessário rebaixar o teto com gesso para esconder o cano. Você também precisará estudar bem onde será a sua saída. Mas, se a cozinha não for integrada e tiver boa ventilação, você pode se livrar do quebra-quebra. “O exaustor não é um item primordial, a não ser que você faça fritura todos os dias. O depurador basta neste caso”, explica o profissional. Meu fogão fica na parede. Posso ter coifa? Ou é apenas para quem tem ilha? Há opções no mercado para as duas situações. A coifa pode ficar encostada na parede ou fixada no teto. Preciso chamar um profissional para instalar a minha coifa? Caso o eletrodoméstico seja utilizado no modo exaustão, sim. É preciso planejar a instalação do duto para a saída do ar, que tem 15 cm de diâmetro. Alguns fabricantes oferecem a instalação do produto até a laje do teto da cozinha. Dali até a janela, a responsabilidade é do proprietário. Qual a distância ideal entre a coifa e a superfície do fogão ou cooktop? Para garantir o funcionamento correto, a distância deve ser de 65 cm. Além disso, para que não haja perda de eficiência de sucção, a coifa deve ter a mesma largura que o fogão ou o cooktop. Se a distância indicada nos manuais de instruções dos eletrodomésticos for diferente, respeite a que for maior. Como integrar a coifa à decoração da cozinha? O arquiteto Robert Robl diz que hoje existem várias opções de eletrodomésticos bonitos. Por isso, não tente “esconder” a coifa. Vale até assumir o duto, para não ter que rebaixar o teto com gesso. “Se o projeto tiver uma estética industrial, é uma boa opção”, conta. Mas daí é necessário investir em um cano bonito. “Quanto mais design estas peças têm, mais caras elas são. É preciso tomar cuidado com os preços”, alerta o profissional. Fonte:  Casa e Jardim...
Saiba Mais